Maconha e a recuperação de um primeiro episódio de psicose

marijuana
Imagem: reprodução

Estudos em animais adolescentes indicam que o uso de maconha promove alterações comportamentais, neuronais e moleculares que se assemelham àquelas encontradas na esquizofrenia. Pesquisadores ingleses investigaram se as pessoas que vivenciam um primeiro episódio de psicose têm piores desfechos como resultado do uso de maconha (veja aqui). Qual o efeito do uso de maconha na resposta ao tratamento com antipsicóticos?
Para responder a esta pergunta, os pesquisadores obtiveram prontuários médicos de 2.026 indivíduos tratados em um primeiro episódio de psicose entre os anos de 2006 e 2013 e investigaram o uso de maconha durante o primeiro mês de tratamento, bem como desfechos subsequentes nos 5 anos seguintes.
46,3% dos pacientes em seu primeiro episódio de psicose estavam usando maconha durante o primeiro mês de tratamento! Os usuários mais frequentes eram homens solteiros entre 16 e 25 anos. Quando comparados aos que não usaram maconha, os usuários apresentaram:
• 50% mais chances de reinternação hospitalar,
• 32% mais chances de sofrer uma internação involuntária,
• Acréscimo de 21 a 35 dias no tempo de permanência hospitalar e
• Maior número de antipsicóticos utilizados neste período – talvez indicando má resposta ao tratamento.
Os autores concluíram que seu estudo é sugestivo de que o uso de maconha pode estar associado a um pior desempenho em desfechos clínicos nestes pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *