Infecções crônicas e demência

virus
Imagem: reprodução

Todos os adultos experimentam algum grau de declínio cognitivo à medida que envelhecem. Pesquisadores americanos investigaram o efeito a longo prazo das infecções sobre a cognição. Seu estudo incluiu 1022 participantes com mais de 65 anos, avaliados quanto à presença de anticorpos no sangue e funções cognitivas a cada ano por 5 anos.
Observou-se que as pessoas infectadas tiveram trajetórias diferentes em seu declínio cognitivo, o tipo de deficiência dependendo do tipo de infecção.:
• Citomegalovirus foi associado a maiores declínios nos domínios da memória e percepção viso-espacial.
• Herpes simples tipo 1 não esteve associado a nenhuma alteração nos domínios cognitivos.
• Herpes simples tipo 2 foi associado a maiores declínios no domínio da memória.
• Toxoplasma foi associado a maiores declínios nas funções executivas.
Os autores advertem que estas são pesquisas preliminares, e sugerem persistir nesta linha de investigação avaliando se o tratamento antiviral poderia funcionar como proteção contra o declínio cognitivo.

Confira o resumo do artigo:
Temporal Cognitive Decline Associated With Exposure to Infectious Agents

Uma resposta para “Infecções crônicas e demência”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *