Exercícios aeróbicos melhoram os sintomas cognitivos da esquizofrenia

A esquizofrenia afeta principalmente a motivação e o pensamento dos indivíduos acometidos, mas sintomas de prejuízo cognitivo (na memória, na atenção e no desempenho social) são comuns e contribuem muito para a piora da qualidade de vida. Os medicamentos utilizados no tratamento (antipsicóticos e outros) têm pouco ou nenhum impacto na melhora da cognição. Os…

Descobertas genéticas desafiam o conceito de uma definição única da esquizofrenia

A esquizofrenia está entre as doenças psiquiátricas mais graves porque afeta aspectos cruciais da vida: a motivação, o pensamento, a memória, a decisão, o afeto, a expressão emocional, e a comunicação social. Todas estas esferas estão alteradas na esquizofrenia. A doença é geralmente diagnosticada no início da idade adulta, um pouco mais cedo nos homens…

Mindfulness – isso funciona?

“Mindfulness”, ou como é chamado no Brasil, “mente atenta” ou “atenção plena”, é o processo de concentrar a atenção no momento presente de uma forma não crítica. Trata-se de uma forma de meditação derivada de práticas budistas, que começou a ser investigada empiricamente no final da década de 70, e adquiriu uma grande popularidade recentemente,…

Os antipsicóticos de segunda geração são melhores que os de primeira geração?

Quando os antipsicóticos de segunda geração foram introduzidos no mercado, no início da década de 90, foram conclamados como um grande avanço no tratamento das psicoses. Eles aparentavam vantagens importantes sobre seus predecessores, incluindo melhor eficácia na melhora clínica e na tolerabilidade. Alegava-se que o alto custo destes medicamentos seria sobrepujado pela economia resultante da…

Qual o melhor antipsicótico para tratar esquizofrenia?

A esquizofrenia é uma doença debilitante, e está entre as 20 maiores causas de incapacitação  no mundo. Apesar do número relativamente grande de antipsicóticos disponíveis, ainda há controvérsia a respeito de qual o melhor medicamento a ser usado. Uma revisão sistemática ousada procurou comparar 15 antipsicóticos aplicados no tratamento da esquizofrenia aguda, para propor uma…

O que causa esquizofrenia?

Esta pergunta vem desafiando os cientistas desde que a doença foi identificada, há cerca de 130 anos. Parece que agora, pela primeira vez, pesquisadores de Harvard lançaram alguma luz sobre as origens biológicas da doença, elucidando como um gene chamado “complement component 4” (C4), desempenha um papel crucial no desenvolvimento da esquizofrenia. Com base no…

Distinção entre antipsicóticos de primeira e segunda geração

A esquizofrenia é considerada uma doença crônica e debilitante, que afeta cerca de 1% da população. Ao contrário de muitas doenças, onde a fisiopatologia direciona a síntese de novos medicamentos, na esquizofrenia, foi a descoberta fortuita de que uma substância que atua no sistema dopaminérgico do cérebro melhorava delírios e alucinações, que propiciou o surgimento…