Demência e medicamentos para refluxo e gastrite

Refluxo gastroesofágico, gastrite e úlcera péptica são doenças bastante comuns em todos os países e o tratamento muitas vezes envolve medicamentos chamados de “inibidores de bomba de próton”, que estão entre as classes de medicamentos mais utilizadas no mundo – no Brasil, os mais difundidos são o pantoprazol e o omeprazol. No entanto, alguns estudos já publicados…

Como lidar com disfunções sexuais secundárias ao uso de antidepressivos?

Um dos efeitos colaterais relativamente comuns durante o uso de antidepressivos alterações do desejo sexual e problemas relacionados a ejaculação, ereção e orgasmo. Estes efeitos são bastante desagradáveis, comprometem a qualidade de vida do paciente e podem resultar em abandono do tratamento. Uma revisão sistemática (veja aqui) das publicações relativas a este assunto foi realizada…

Contraceptivos orais combinados e o risco de trombose

Os contraceptivos orais combinados são amplamente utilizados para evitar a gravidez e consistem na associação de dois hormônios: um estrógeno e um progestógeno. A trombose venosa – formação de coágulo sanguíneo em uma veia – é um evento adverso raro e sério, associado ao uso de contraceptivos orais. O risco de que uma mulher fazendo uso deste método anticoncepcional…

Medicamentos com efeitos anticolinérgicos e demência

O chamado “efeito anticolinérgico” é comum a várias classes de medicamentos e decorre da ação de bloqueio da atividade de um neurotransmissor, a acetilcolina, presente no sistema nervoso central e periférico. Em alguns casos, como nos medicamentos para tratar a Doença de Parkinson, esta é a ação principal do medicamento. No entanto, muitas vezes este…

Antidepressivos podem ajudar a parar de fumar?

Alguns medicamentos e suplementos utilizados no tratamento da depressão têm sido testados como terapia para pessoas que querem parar de fumar. Os antidepressivos bupropiona e nortriplina costumam ser prescritos a estes pacientes. Uma revisão avaliou se o uso destes antidepressivos aumentou a chance de os pacientes permanecerem em abstinência de cigarro por seis meses ou mais. Os estudos com…

Tratamento de adultos com déficit de atenção e hiperatividade

O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade é um dos distúrbios psiquiátricos mais frequentemente diagnosticados na infância. Muitas vezes os sintomas persistem na idade adulta, atingindo entre 1% e 6% da população. As taxas de outros problemas psiquiátricos em adultos com TDAH são maiores e eles apresentam dificuldades funcionais relacionadas a desempenho acadêmico, relações…