Antipsicóticos para tratar anorexia?

anorexia
Imagem: reprodução

Os antipsicóticos não estão registrados para tratamento da anorexia nervosa, mas esta indicação vem ocorrendo na prática clínica em alguns lugares do mundo. Os argumentos podem parecer persuasivos, afinal, a crença de alguns pacientes sobre o tamanho do seu corpo parece um delírio. Além disso, alguns antipsicóticos aumentam o peso – e aqui, talvez isso seja uma vantagem. Mas é razoável empregar estes medicamentos fora das indicações terapêuticas já estabelecidas? O que a literatura científica tem a dizer sobre isso?

Em 2015, uma revisão sistemática sintetizou os resultados de todos os experimentos já realizados com antipsicóticos de segunda geração (olanzapina, risperidona, quetiapina) para tratamento da anorexia nervosa. Todos foram comparados com placebo ou com nenhum tratamento. O desfecho principal para os autores da revisão foi o aumento de peso e o estudo não considerou pacientes que apresentavam outras comorbidades.

Os autores puderam incluir 7 estudos na revisão:

  • 4 estudos com olanzapina (112 pacientes)
  • 2 com quetiapina (48 pacientes)
  • 1 com risperidona (41 pacientes)

Os ensaios duraram entre 8 e 12 semanas. A média de idade dos participantes (98,5% mulheres) era de 24 anos e do índice de massa corporal de 16,3. Vale notar que apenas dois estudos aceitaram participantes menores que 18 anos. Não houve aumento de peso nos participante dos grupos que tomaram antipsicóticos em relação aos dos grupos que tomaram placebo ou não receberam tratamento. Apenas 4 estudos foram considerados de boa qualidade metodológica. Os autores concluem que não há evidências que amparem o uso de antipsicóticos de segunda geração para tratar anorexia nervosa e que sempre há que se pesar os riscos de efeitos adversos destes medicamentos.

Veja aqui o resumo do artigo:

Second-Generation Antipsychotic Drugs in Anorexia Nervosa

Uma resposta para “Antipsicóticos para tratar anorexia?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *