Qual o melhor antipsicótico para tratar esquizofrenia?

A esquizofrenia é uma doença debilitante, e está entre as 20 maiores causas de incapacitação  no mundo. Apesar do número relativamente grande de antipsicóticos disponíveis, ainda há controvérsia a respeito de qual o melhor medicamento a ser usado. Uma revisão sistemática ousada procurou comparar 15 antipsicóticos aplicados no tratamento da esquizofrenia aguda, para propor uma…

Superlotação de enfermarias psiquiátricas…em Israel

Talvez a informação acima não traga maiores comoções aos brasileiros, já que por aqui a vida também é assim. Mas trata-se de um estudo conduzido em Israel, onde, segundo os autores, a superlotação de enfermarias psiquiátricas é um problema comum. Os pesquisadores analisaram a relação entre a ocupação de leitos e a ocorrência de eventos adversos, como quedas…

Antipsicóticos para tratar anorexia?

Os antipsicóticos não estão registrados para tratamento da anorexia nervosa, mas esta indicação vem ocorrendo na prática clínica em alguns lugares do mundo. Os argumentos podem parecer persuasivos, afinal, a crença de alguns pacientes sobre o tamanho do seu corpo parece um delírio. Além disso, alguns antipsicóticos aumentam o peso – e aqui, talvez isso seja uma vantagem. Mas…

O que causa esquizofrenia?

Esta pergunta vem desafiando os cientistas desde que a doença foi identificada, há cerca de 130 anos. Parece que agora, pela primeira vez, pesquisadores de Harvard lançaram alguma luz sobre as origens biológicas da doença, elucidando como um gene chamado “complement component 4” (C4), desempenha um papel crucial no desenvolvimento da esquizofrenia. Com base no…

$ sempre ajuda

…(ou por U$22 a Letícia também tomaria) Manter um paciente que sofre de psicose em tratamento com antipsicóticos é uma preocupação muito séria de médicos e familiares. Algo entre 25% e 80% (!) dos pacientes deixam de tomar remédios em algum momento de seu tratamento e muitas vezes isso significa reinternação hospitalar. Diversas intervenções foram…

Sossega Leão

Os serviços de saúde precisam lidar com pessoas agitadas ou violentas e, em emergências psiquiátricas, este comportamento é particularmente prevalente (10%). Em ambiente psiquiátrico, a maioria destes episódios é consequência de doenças graves, como esquizofrenia ou abuso de drogas. Os principais manuais recomendam que os pacientes sejam verbalmente tranquilizados, que uma história pregressa seja colhida…