Tratamento de adultos com déficit de atenção e hiperatividade

O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade é um dos distúrbios psiquiátricos mais frequentemente diagnosticados na infância. Muitas vezes os sintomas persistem na idade adulta, atingindo entre 1% e 6% da população. As taxas de outros problemas psiquiátricos em adultos com TDAH são maiores e eles apresentam dificuldades funcionais relacionadas a desempenho acadêmico, relações…

Eletrochoque

A eletroconvulsoterapia tem defensores e detratores em igual medida. Existe evidência científica robusta de sua efetividade no tratamento da depressão grave, mas os efeitos adversos cognitivos, especialmente na memória, limitam muito seu uso. No passado, a eletroconvulsoterapia era muito mais usada do que é hoje, e muitos indivíduos a experimentaram mais como punição do que…

Distinção entre antipsicóticos de primeira e segunda geração

A esquizofrenia é considerada uma doença crônica e debilitante, que afeta cerca de 1% da população. Ao contrário de muitas doenças, onde a fisiopatologia direciona a síntese de novos medicamentos, na esquizofrenia, foi a descoberta fortuita de que uma substância que atua no sistema dopaminérgico do cérebro melhorava delírios e alucinações, que propiciou o surgimento…

Déficit de atenção e hiperatividade em crianças e adolescentes

O déficit de atenção e hiperatividade é uma doença comum, altamente hereditária, que apresenta padrões de desatenção, hiperatividade e impulsividade, e que pode persistir e impactar as relações sociais ao longo da vida. No entanto, as inúmeras incertezas quanto ao tratamento dessa doença deixam grande parte das necessidades clínicas destes pacientes desassistidas. Os maiores desafios…